*
 

O percentual de abstenção do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 ficou próximo da média, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

De acordo com Eunice Santos, diretora do órgão, 2.033.590 (30,2%) candidatos faltaram ao primeiro dia de provas, no domingo (5/11). Outros 4.697.754 (69,8 %) prestaram o exame. Os números ainda são preliminares devido à diferença de fuso em relação a diferentes estados do país.

“Em 2016, tivemos uma média geral de 29,19% [de abstenção], considerando os dois dias de prova mais o período de reaplicação”, informou Eunice, em coletiva de imprensa na sede do Inep, no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), em Brasília.

Eliminados
Ainda de acordo com o Inep, houve 264 eliminados por descumprimento de regras do edital e nove candidatos flagrados por detectores de metal com equipamentos proibidos. Eles também foram desclassificados. No ano passado, para efeito de comparação, houve 3.942 eliminações no primeiro dia de prova.

“Ninguém foi identificado com ponto eletrônico”, ressaltou o ministro da Educação, Mendonça Filho. “Uma pessoa estava com um item que não poderia ser utilizado. Quando se levou para averiguação, identificou que se tratava de um fone de ouvido”, disse, ao relatar uma das ocorrências.

Máfia dos Concursos
O titular da Pasta ainda comentou a respeito da quadrilha presa sob a acusação de fraudar concursos públicos no país – o bando se preparava para atuar no Enem.

“Com relação ao reforço do esquema de segurança sobre o episódio envolvendo esses criminosos presos na semana passada em Brasília e em Goiás, não houve especificamente uma atuação direcionada para isso. Até porque, as pessoas já estavam presas e a quadrilha, desbaratada”, comentou Mendonça Filho.

 

 

COMENTE

Enem 2017
comunicar erro à redação