*
 

Alunos que terminaram o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017 na tarde do domingo (5/11) relatam que as questões trouxeram personagens variados, desde pensadores da antiguidade a artistas e ícones do mundo pop.

Além de conteúdos mais complexos em disciplinas como história e filosofia – que abordaram pontos-chave do iluminismo e pensadores gregos, como Aristotéles, Sócrates e Platão –, as provas traziam tópicos contemporâneos, que iam desde filmes com a participação do ator Wagner Moura a obras do pintor Picasso e músicas de Chico Buarque.

Até a clássica Barbie virou tema de questão na prova. A boneca foi abordada no contexto da sociologia. Segundo candidatos, medidas do corpo do brinquedo serviram para abordar o conceito estético na sociedade contemporânea.

Os estudantes Pedro Guerra e Pedro Nogueira, ambos de 16 anos, deixaram o local de prova por volta das 16h. Os amigos contaram que um dos enunciados falava sobre a escritora Clarice Lispector e a variedade socioeconômica da língua nas letras do grupo de rap Racionais MC’s.

Na avaliação dos dois, as questões propostas este ano foram mais fáceis do que as de 2016. “Ano passado, eram cerca de três questões por página. Agora, foram de quatro a seis. Passamos menos tempo lendo”, disse Pedro Guerra. Segundo o jovem, que ainda está dividido entre os cursos de filosofia e engenharia elétrica, o tamanho dos textos das questões também foi reduzido, o que causou menos cansaço.

No domingo (5/11), foram aplicadas provas de linguagens, ciências humanas e redação. O exame teve duração de 5 horas e 30 minutos. No próximo domingo, dia 12, os aspirantes a vagas em universidades testarão conhecimentos em matemática e ciências da natureza.

Michael Melo/Metrópoles

Pedro Nogueira e Pedro Guerra: para os estudantes, a edição do Enem 2017 foi mais fácil que a de 2016

 

 

COMENTE

Enem 2017
comunicar erro à redação