Lira defende Bolsonaro e chama crise da Petrobras de “bolha histérica”

Petrobras perdeu R$ 74,2 bilhões em valor de mercado nessa segunda-feira (22/2), após presidente anunciar troca no comando da estatal

atualizado 23/02/2021 11:46

O deputado Federal e candidato à presidência da Câmara Arthur Lira (PP), durante coletiva de imprensa na Associação Comercial de São Paulo, na região central, nesta tarde de quinta-feira (21). Foto: Fábio Vieira/MetrópolesFábio Vieira/Metrópoles

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), disse, nesta terça-feira (23/2), que a crise da Petrobras, desencadeada após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciar um novo presidente para a estatal, é resultado de uma “bolha histérica”.

A Petrobras perdeu R$ 74,2 bilhões em valor de mercado nessa segunda-feira (22/2), com queda de 20% nas ações negociadas no Ibovespa, segundo a XP Investimentos.

Foi a segunda maior queda diária em valor de mercado da Petrobras desde o início do plano Real. E são quase R$ 100 bilhões perdidos desde sexta-feira (19/2), quando o mercado começou a reagir às declarações de Bolsonaro sobre a estatal.

“Sem nenhum tipo de adjetivação, para mim é uma bolha histérica. Todos os grandes influenciadores do mercado estão aconselhando comprar a Petrobras”, assinalou Lira, em entrevista ao jornal Valor Econômico.

Lira pediu que a sanção da autonomia do Banco Central (BC), nesta quarta-feira (24/2), não seja minimizada por uma decisão da competência do presidente da República.

“Será que o ex-presidente da Petrobras é o único que poderia ter a fórmula do cálculo ideal de como é que é feito a conta do combustível, do óleo e da gasolina? Não houve nenhuma conversa de que eu tenha tomado consciência sobre o congelamento de preços”, afirmou.

“São decisões administrativas pertinentes ao presidente da República, que eu não sei se foi de maneira correta ou de maneira errada, mas é de atribuição dele. Não vejo simplesmente que o fato de trocar o presidente de uma empresa possa gerar essa expectativa”, prosseguiu Lira.

A decisão de Bolsonaro foi tomada após uma série de altas nos preços dos combustíveis vendidos às refinarias.

Assista à íntegra da live:

Últimas notícias