INSS: veja o que muda no fator previdenciário após a reforma

A medida foi criada em 1999, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB)

atualizado 02/12/2019 9:25

RAFAELA FELICCIANO/METRÓPOLES

A nova tabela do fator previdenciário passou a valer nesse último domingo (01/12/2019). Agora, só terá validade para os segurados que entram na regra de transição do pedágio de 50%. 

Criado em 1999, o fator previdenciário sempre foi aplicado no cálculo da aposentadoria por tempo de contribuição e come parte do valor do benefício de quem decide se aposentar cedo.

A reforma da Previdência, promulgada no último 13 de novembro, contudo, acaba com a aposentadoria por tempo de contribuição e institui idades mínimas. 

Consegue o benefício quem tem 35 anos (homens) e 30 anos (mulheres) de pagamentos ao INSS. Na regra de transição, o profissional terá de trabalhar mais 50% do tempo que faltava para se aposentar.

Veja 5 pontos importantes sobre o fator previdenciário

  1. Quem pode se aposentar com o fator previdenciário?
    Trabalhadores com direito adquirido até 12 de novembro; ou quem entrar na regra de transição de 50%.
  2. Até quando a nova tabela será válida?
    Divulgada na última quinta-feira (28/11/2019), será válida até o fim de novembro do próximo ano. Na ocasião, será feita uma nova baseada na tábua de mortalidade do IBGE.
  3. Quando o fator previdenciário vai deixar de existir?
    Não é possível prever quando o fator previdenciário deixará de ser aplicado.
  4. Pedi minha aposentadoria com o fator antigo e ainda estou na fila. O benefício será calculado com qual fator?
    O INSS garante a liberação do melhor benefício aos segurados que solicitarem a aposentadoria após a reforma da Previdência terão.
  5. Quem tinha direito adquirido antes da reforma também congela o direito à tabela antiga?
    O fator das regras anteriores não mudará. Especialistas indicam, contudo, que, ao fazer a solicitação, o segurado envie uma carta pedindo para que seja considerado o período antes da mudança das regras. (Com informações do jornal Agora SP)

Últimas notícias