Entenda como fica a aposentadoria com reajuste de 3,26% em 2020

Governo reduziu estimativa do INPC para o próximo ano. Com a correção, o salário mínimo perdeu R$ 8

atualizado 27/11/2019 10:26

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O governo prevê reajuste de 3,26% nas aposentadorias e pensões pagas no próximo ano pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)A nova estimativa de inflação foi definida pelo Ministério da Economia, comandado por Paulo Guedes.

Os benefícios da Previdência recebem ajustes anuais, de acordo com o valor da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O índice, alterado pelo Ministério da Economia, é apenas uma previsão. Assim, o valor exato que será aplicado aos benefícios do INSS ainda pode mudar. 

Como o Metrópoles mostrou nessa terça-feira (26/11/2019), o valor do salário mínimo também foi reduzido. A previsão para 2020 era de R$ 1.039. Agora, caiu para R$ 1.031.

Hoje, o salário mínimo do brasileiro é de R$ 998, que é o atual piso das aposentadorias. Com o reajuste, será a primeira vez desde o Plano Real que esse valor não sobe mais que o INPC. 

Veja como ficam as aposentadorias com o reajuste de 3,26%:

2018                       2019

1.000,00             1.032,60

1.200,00             1.239,12

1.400,00             1.445,64

1.600,00             1.652,16

1.800,00             1.858,68

2.000,00             2.065,20

2.200,00             2.271,72

2.400,00             2.478,24

2.600,00             2.684,76

2.800,00             2.891,28

3.000,00             3.097,80

3.200,00             3.304,32

3.400,00             3.510,84

3.600,00             3.717,36

3.800,00             3.923,88

4.000,00             4.130,40

4.200,00             4.336,92

4.400,00             4.543,44

4.600,00             4.749,96

4.800,00             4.956,48

5.000,00             5.163,00

5.200,00             5.369,52

5.400,00             5.576,04

5.600,00             5.782,56

5.800,00             5.989,08

Valores acima de R$ 1.903,98 têm desconto do Imposto de Renda (IR). Aposentados e pensionistas acima de 65 anos pagam menos IR, pois têm direito a cota extra de isenção. (Com informações do jornal Agora SP)

Últimas notícias