Guedes promete reduzir imposto para empresas se Bolsonaro for reeleito

Ministro da Economia também declarou que governo dará "descontos generosos" para pequenas e médias empresas no segundo semestre deste ano

atualizado 23/06/2021 13:18

Paulo GuedesThiago Araújo | Kardel LIVE MEDIA

O ministro da Economia, Paulo Guedes, prometeu nesta quarta-feira (23/6) “descontos generosos” para pequenas e médias empresas no segundo semestre deste ano. Guedes participou de uma reunião com representantes da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) para discutir a recuperação econômica pós-pandemia.

Na ocasião, ele avaliou que a classe média brasileira “emagreceu” e que novas medidas serão implementadas para ajudar esse grupo. “Vamos abaixar o imposto de renda das empresas em 5%, se o presidente for reeleito. Em compensação, vamos começar a tributar mais a pessoa física mais rica”, disse.

“Vamos aplicar descontos generosos para pequenas e médias empresas”, declarou o ministro.

Eletrobras

Nessa segunda-feira (21/6), por 258 votos a 136, e 5 abstenções, a Câmara dos Deputados concluiu a votação das emendas feitas pelo Senado à medida provisória que abre caminho para a privatização da Eletrobras. A empresa é responsável por 30% da energia gerada no país.

Diante de inúmeras críticas de possíveis aumentos na conta das tarifas de luz, devido aos “jabutis” incluídos por parlamentares no texto, Guedes saiu em defesa da privatização da estatal.

“Não vamos chorar muito não pela Eletrobras porque a meta de liberalização do mercado de energia continua e vamos chegar lá. Foi um ganho importante para todos nós”, afirmou.

“Vamos reindustrializar o Brasil em cima de energia barata. Energia barata é garantir a liberalização do mercado de eletricidade”, concluiu. De acordo com o governo, a mudança deve arrecadar R$ 100 bilhões ao país.

 

 

 

 

Mais lidas
Últimas notícias