Guedes diz que governo está preparado para eventual 2ª onda de Covid-19

"Se a doença vier, já sabemos como temos que agir. Sabemos reagir a eventuais choques", afirmou o ministro da Economia

atualizado 19/11/2020 20:34

Ministro da Economia concede entrevistaIgo Estrela/Metrópoles

O ministro Paulo Guedes, da Economia, disse nesta quinta-feira (19/11) que o governo está preparado para enfrentar uma possível segunda onda da pandemia do novo coronavírus, assim como enfrentou a primeira. As declarações foram dadas em apresentação no Congresso Brasileiro de Previdência Privada.

“As pessoas dizem ‘e se acontecer?’. Se acontecer, você enfrentou a tragédia uma vez. É como se uma guerra, em vez de durar um ano, ela durasse dois ou três. Os brasileiros são resilientes, sabem enfrentar e nós enfrentaremos como enfrentamos antes. […] Se a doença vier, já sabemos como temos que agir, mas não é o nosso plano. Nosso plano é seguir as reformas, mas sabemos reagir a eventuais choques” afirmou.

Na primeira onda da pandemia, o governo decretou estado de calamidade pública, retirou travas fiscais e ampliou gastos públicos para mitigar os efeitos da doença na área da saúde e na economia. A equipe econômica planejava limitar essas despesas extraordinárias ao ano de 2020, mas já há pressão para continuidade de gastos com saúde e assistência social em 2021.

A possibilidade de uma nova onda de coronavírus no Brasil é levantada após países como Estados Unidos, França e Alemanha registrarem aumento nos casos de Covid-19, recentemente, e estados brasileiros começarem a relatar novas altas de internações e casos. As autoridades dessas economias adotaram novas restrições de circulação após um período de relaxamento das medidas para combater o vírus.

Últimas notícias