Guedes defende privatização da Petrobras e do Banco do Brasil

De acordo com o ministro, recursos arrecadados com as privatizações deveriam ser direcionados para um programa que lute contra a miséria

atualizado 27/09/2021 16:47

Paulo guedes de olhos fechadosHugo Barreto/Metrópoles

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta segunda-feira (27/9) que a Petrobras e o Banco do Brasil sejam privatizados nos próximos anos. A declaração ocorreu durante videoconferência no encontro “O Brasil Quer Mais”, organizado pela International Chamber of Commerce (ICC).

“Um plano para os próximos dez anos é continuar com as privatizações. Petrobras, Banco do Brasil, todo mundo entrando na fila, sendo vendido e sendo transformado em dividendos sociais”, afirmou o titular da Economia.

De acordo com Guedes, os recursos arrecadados com as privatizações deveriam ser direcionados para um programa que tenha como foco a luta contra a miséria.

As opiniões do ministro, contudo, não são congruentes com as de seu chefe. Durante a campanha eleitoral de 2018, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que “não gostaria” de ver a Petrobras privatizada.

Um ano depois, o então presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, também afirmou que Bolsonaro vetou a privatização da instituição financeira.

0

Últimas notícias