O motorista que deixou para abastecer na segunda-feira (3/9) encontrou o combustível mais caro do que os preços apresentados no fim de semana. Os postos do Distrito Federal reajustaram os valores cobrados pela gasolina, etanol e diesel. Em relação a domingo (2), a gasolina comum subiu até R$ 0,30; o álcool também teve acréscimo de R$ 0,30; e o diesel já é vendido R$ 0,43 mais caro.

O Metrópoles visitou alguns postos do DF e constatou um preço máximo da gasolina comum fixado em R$ 4,79, nos postos da QI 11, no Lago Sul; Cascol, na 403, e Posto BR, na 202, ambos na Asa Sul. Um dia antes, o litro era vendido a R$ 4,49 nesses mesmos estabelecimentos.

O valor mínimo do combustível registrado na noite de segunda foi de R$ 4,55, no posto PB, na 206; no Posto BR, na 208 e no Jarjour, todos na Asa Sul. No domingo, estava R$ 4,44.

 

Quem abastece com álcool e está disposto a pesquisar pode pagar até R$ 0,39 a menos pelo derivado da cana de açúcar. Na QI 11 e na 403 Sul, o etanol sai a R$ 3,39, enquanto a quantia paga por litro era de R$ 2,99 no Jarjour e no Posto PB. No fim de semana, o preço mais alto era R$ 3,09; o mais baixo, R$ 2,92.

Donos de caminhões, ônibus e caminhonetes pesadas são os mais afetados com as altas nos preços dos combustíveis. O diesel sofreu uma variação que chega a 12,4%. Na noite de domingo (2), era comercializado a R$ 3,46 nos postos do DF. Nas primeiras horas da manhã, foi reajustado para R$ 3,89, mas era possível encontrá-lo a R$ 3,69, na 210 Sul.