Focus eleva projeção sobre IPCA, pela 17ª vez seguida, para 6,79%

Há uma semana, previa-se que a inflação do país encerrasse 2021 em 6,56%. Dados são do relatório de mercado Focus desta segunda-feira

atualizado 02/08/2021 9:21

Michael Melo/Metrópoles

O mercado financeiro elevou a projeção sobre a inflação do país de 6,56% para 6,79%, mostra o Boletim Focus desta segunda-feira (2/8). Trata-se do 17º aumento consecutivo sobre a previsão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O relatório Focus é divulgado semanalmente pelo Banco Central (BC) e reúne as expectativas de bancos, consultorias, corretoras sobre a macroeconomia do país.

Há quatro semanas, projetava-se que o indicador que mede a inflação encerrasse o ano com um acumulado de 6,07%. Para 2022, a previsão é de um IPCA de 3,81%.

Se confirmada a expectativa do mercado financeiro, o índice fechará 2021 acima do teto da meta fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), de 5,25%.

Nos últimos 12 meses, o IPCA acumula alta de 8,35%. Entre janeiro e junho deste ano, a inflação já é de 3,77%. Esses dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

0
Outras projeções

O relatório Focus também trouxe uma leve alteração sobre a previsão do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. A economia do país deverá crescer 5,3% em 2021, estima o mercado financeiro. Na semana passada, essa previsão era de 5,29%, e há um mês, de 5,18%.

Já a projeção sobre a taxa Selic, a taxa básica de juros, se manteve estável, em 7% ao ano.

Nestas terça (3/8) e quarta-feira (4/8), o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, se reúne para definir uma nova meta para a taxa Selic, hoje em 4,25% ao ano. Economistas avaliam em uma alta de até 1 ponto percentual no indicador.

Leia a íntegra do boletim Focus desta segunda-feira (2/8):

r 20210730 by Tacio Lorran Silva on Scribd

Últimas notícias