FGTS: nascidos em setembro têm até esta 4ª para aderir ao saque-aniversário

A migração para a modalidade é opcional. Quem não aderir até o fim do mês não poderá mais sacar o dinheiro neste ano

atualizado 29/09/2020 12:05

FGTS, SAQUES FGTSHugo Barreto/Metrópoles

Trabalhadores nascidos em setembro que possuem contas ativas e inativas no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) têm até esta quarta-feira (30/9) para solicitar o saque-aniversário. Dessa maneira, terão direito a receber a primeira parcela anual do saldo do FGTS ainda neste ano.

Aqueles que não aderirem até o fim do mês poderão solicitar posteriormente, mas sem o saque no ano de 2020. É possível simular a adesão no site da Caixa.

A migração para a modalidade é opcional e precisa ser informada à Caixa Econômica Federal pelo aplicativo do FGTS, pelo site ou por meio do internet banking.

Com o saque-aniversário, o trabalhador pode retirar uma parte do fundo de garantia das contas todos os anos. Porém, perde o direito de retirar o valor integral se for demitido. Em caso de desligamento sem justa causa, continua valendo o pagamento de multa rescisória de 40% paga pelo patrão.

Mais de sete milhões de pessoas já aderiram ao saque-aniversário, segundo o último balanço divulgado pela Caixa. Ao todo, R$ 14 bilhões estão disponíveis para saque nesta modalidade.

Mesmo com a adesão do saque-aniversário, continua inalterado o direito à retirada do saldo para a compra da casa própria, em casos de aposentadoria ou doença grave.

O saque ficará disponível por três meses em todos os anos, a partir do primeiro dia útil do mês de nascimento do solicitante.

Para aderir e ter acesso à primeira parcela anual ainda em 202o, é preciso se atentar ao prazo que termina sempre do último dia do mês de nascimento do trabalhador. O calendário para o pagamento já foi estabelecido.

Calendário de pagamento:

Nascidos em janeiro e fevereiro: receberam de abril a junho de 2020

Nascidos em março e abril: receberam de maio a julho de 2020

Nascidos em maio e junho: receberam de junho a agosto de 2020

Nascidos em julho: recebem de julho a setembro de 2020

Nascidos em agosto: recebem de agosto a outubro de 2020

Nascidos em setembro: recebem de setembro a novembro de 2020

Nascidos em outubro: recebem de outubro a dezembro de 2020

Nascidos em novembro: recebem de novembro de 2020 a janeiro de 2021

Nascidos em dezembro: recebem de dezembro de 2020 a fevereiro de 2021

Últimas notícias