metropoles.com

Com invasão, petróleo passa de US$ 100 o barril. Bolsa russa cai 45%

Efeitos do ataque da Rússia à Ucrânia são sentidos em tempo real nos mercados do mundo. Bolsas asiáticas têm forte queda

atualizado

Compartilhar notícia

Divulgação
imagem colorida barril de petróleo
1 de 1 imagem colorida barril de petróleo - Foto: Divulgação

O começo da invasão da Rússia à Ucrânia, na madrugada desta quinta-feira (24) foi sentido imediatemente nos mercados mundiais. O primeiro efeito foi registrado no preço do barril de petróleo, que ultrapassou a barreira dos US$ 100 pela primeira vez desde 2014.

Isso deve criar problemas sérios pelo mundo, com agravamento da inflação, que já vinha preocupando em boa parte do planeta por conta dos efeitos da pandemia de Covid-19.

Na esteira do salto do preço do petróleo, as bolsas asiáticas – as primeiras a abrir – começaram a registrar queda expressiva. No Japão, o índice Nikkei caía  2,1% minutos após a confirmação dos primeiros ataques a cidades ucranianas. Em Hong Kong, o índice Hang Seng desabava 3,1%.

Na Rússia, o índice Moex, o maior da bolsa local, desabava 45% às 5h55, horário de Brasília (11h55, hora em Moscou). No mesmo horário, o RTSI, que registra o desempenho das 50 maiores empresas do mercado russo, tinha desempenho ainda pior: menos 49,9%.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações