IBGE: alta nos combustíveis puxa prévia da inflação para 0,3% em julho

Após quatro meses consecutivos de quedas, a gasolina subiu 4,47% e, com ela, também a prévia da inflação de julho

atualizado 24/07/2020 11:06

Michael Melo/Metrópoles

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), também conhecido como prévia da inflação, registrou uma alta de 0,3% em julho, informou nesta sexta-feira (24/7) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Isso significa que, após a onda mais crítica da pandemia do novo coronavírus sobre a economia, o país tem apresentado uma pequena elevação nos preços dos produtos. No ano, o IPCA-19 acumula alta de 0,67%.

A prévia da inflação foi puxada para cima sobretudo pela alta de 4,47% no preço da gasolina, que vinha de quatro meses consecutivos de quedas. Segundo o IBGE, o grupo dos transportes exerceu o principal impacto sobre o índice.

Ainda nos transportes, houve alta também nas tarifas de metrô (2%), puxada principalmente pelo reajuste de 8,7% nas passagens do Rio de Janeiro, que entrou em vigor no último dia 11 de junho.

Por outro lado, as passagens aéreas ficaram mais baratos. Os bilhetes de avião já vinham caindo de preço, tendo registrado quedas de 27% em maio e de 26% em junho. Com a nova queda, o recuo nos últimos três meses é de 48%.

Dá para economizar também com alimentação e bebidas, que apresentaram queda de 0,13% em julho, após quatro meses consecutivos de altas. A principal redução foi nos preços de alguns tubérculos, raízes e legumes, como o tomate (-23%), a batata-inglesa (-21%), a cenoura (-19%) e a cebola (-7%).

0

Últimas notícias