Doria classifica igrejas como atividade essencial mesmo em lockdown

Decreto que será publicado na terça-feira (2/3) permitirá que templos funcionem até com o agravamento da pandemia no estado

atualizado 01/03/2021 13:45

São Paulo – O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta segunda-feira (1º/3) que enquadrará cultos de todas as igrejas do estado de São Paulo como “atividade essencial”. Com essa classificação, templos poderão funcionar mesmo que o estado entre em fases mais restritas de circulação para conter a disseminação da Covid-19.

Sob o lema “esperança, fé e oração”, o governador divulgou um vídeo sobre o decreto, que será publicado na terça-feira (2/3). Ele estava ao lado de lideranças da Frente Parlamentar Evangélica.

“Sou católico e entendo que oração ajuda a aumentar a resiliência e a esperança em relação ao futuro”, declarou o governador em entrevista coletiva.

PL similar de oposição de direita foi rejeitado

Um Projeto de Lei (PL) que propunha a mesma coisa havia sido elaborado pelo deputado estadual Gil Diniz (sem partido). Diniz faz parte da bancada bolsonarista da Alesp, fazendo oposição de direita.

De acordo com pessoas próximas ao governo, o PL de Diniz era genérico e não levava em conta requisitos sanitários mínimos.

Últimas notícias