Dono de “estúdio do terror”, onde filmava estupro de crianças, é preso

Criminoso, identificado com rastreamento de vídeos, vinha sendo monitorado pela Polícia Federal e foi capturado pela Polícia Civil do Rio

atualizado 26/05/2021 10:49

Reprodução

Rio de Janeiro – Investigadores da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav) prenderam em flagrante, na terça-feira (25/5), um homem identificado como Robério de Oliveira Pereira, o dono do “estúdio do terror”. No espaço, segundo a polícia, eram gravados estupros de crianças. As imagens eram distribuídas pelo criminoso.

As investigações apuram ataques a crianças entre 8 e 10 anos, que teriam sido abusadas na casa de Robério, no Morro Santa Marta, em Botafogo, zona sul do Rio.

A Polícia Federal rastreou os vídeos que mostram exploração sexual infantil e, por meio das imagens, chegou a Robério, que também vinha sendo vigiado. A partir disso, Robério foi identificado, o que revelou mandado de prisão expedido em 2018 e que segue em aberto.

A medida cautelar foi decidida pela Justiça em processo que apurou tentativa de feminicídio praticada em 2006 contra a companheira, então com 16 anos.

Robério foi preso por policiais da Dcav quando chegava à favela, onde tinha se refugiado. Ele confessou todos os crimes. As vítimas identificadas serão encaminhadas à rede de proteção para receber os cuidados médicos e psicológicos.

Últimas notícias