Deputada do PT processa ministro da Justiça por abuso de autoridade

A parlamentar Natália Bonavides disse que presentou queixa-crime contra André Mendonça, a quem acusa de perseguir opositores

atualizado 19/03/2021 21:57

A deputada federal Natália BonavidesReprodução

Investigações da Polícia Federal intermediadas pelo ministro da Justiça, André Mendonça, contra críticos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) motivaram a deputada federal Natália Bonavides (PT-RN) a apresentar uma queixa crime contra o titular da pasta. Para a petista, que é advogada mestre em direito constitucional, o ministro está abusando de sua autoridade para perseguir opositores.

Têm vindo à tona notícias de investigações de supostos crimes contra a honra do presidente promovidas pela PF. Sob essa alegação, a instituição abriu uma investigação contra duas pessoas que instalaram placas de outdoor em Palmas (TO) nas quais o chefe do Executivo federal é criticado: “Não vale um pequi roído“.

O ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) também está sendo investigado pelo mesmo motivo.

Veja postagem de Bonavides nas redes sociais nesta sexta-feira (19/3):

 

Em janeiro, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, também criticou Mendonça ao sair em defesa do advogado Marcelo Feller, que criticou o presidente Jair Bolsonaro durante o programa O Grande Debate, exibido pela CNN Brasil, e também se tornou alvo do ministro da Justiça.

Por meio de nota, Santa Cruz avaliou que “o ministro da Justiça, André Mendonça, ao requisitar inquérito policial para investigar o advogado Marcelo Feller, busca atingir, mais uma vez, quem se manifesta de forma crítica ao descalabro do governo diante da pandemia que atinge os brasileiros”.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Mais lidas
Últimas notícias