Daniel Silveira deixa PF e vai para unidade prisional da PM em Niterói

O parlamentar foi preso na terça-feira (16/2) por ordem do ministro Alexandre de Moraes acusado de ameaçar o Supremo Tribunal Federal

atualizado 18/02/2021 19:30

Deputado Daniel Silveira deixa PF para ir pra prisão da PMAline Massuca/Metrópoles

Rio de Janeiro – O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) foi transferido da Superintendência da Polícia Federal para a Unidade Prisional da Polícia Militar do Rio de Janeiro, em Niterói, na noite desta quinta-feira (18/2). O bolsonarista foi preso na terça-feira (16/2) por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O parlamentar ameaçou integrantes a Corte em vídeo nas redes sociais. A prisão do político foi mantida em audiência de custódia, nesta quinta.

Na saída da sede da PF, no centro do Rio, Silveira caminhou pelo estacionamento, deu socos no ar como se estivesse comemorando e entrou no carro sorrindo acenando para a claque de seguidores que se amontoava na entrada do prédio.

Apoiadores que estavam do lado de fora invadiram a sala que estava servindo de apoio à imprensa e ameaçaram jornalistas, impedindo entrevistas e entradas ao vivo.

Silveira é investigado pelo STF no inquérito que mira o financiamento e organização de atos antidemocráticos em Brasília.

Em junho, ele foi alvo de buscas e apreensões pela Polícia Federal e teve o sigilo fiscal quebrado por decisão do ministro Alexandre de Moraes.

Em depoimento, o parlamentar negou produzir ou repassar mensagens que incitassem animosidade das Forças Armadas contra o Supremo ou seus ministros.

Últimas notícias