Cristiane Brasil é exonerada da Alesp 9 dias após assumir cargo pelo PTB

A filha de Roberto Jefferson foi nomeada assessora parlamentar do deputado Douglas Garcia (PTB) em 20 de janeiro

atualizado 05/02/2021 21:53

Cristiane BrasilReprodução/Instagram

São Paulo – A ex-deputada federal Cristiane Brasil foi exonerada do cargo de assessora parlamentar do PTB na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Ela foi nomeada  em 20 de janeiro.

Cristiane foi impedida de assumir a função após o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) apontar ilegalidade da nomeação por descumprimento judicial. Ela ficou presa por mais de um mês em 2020 por suspeita de recebimento de propina de contratos da área de assistência social da Prefeitura e do governo do Rio. À época, era pré-candidata à Prefeitura da capital pelo PTB.

De acordo com o G1, a proibição pelo MP do Rio é válida para “cargos da Administração Pública de todos os entes da Federação, abrangendo cargos efetivos, funções de confiança, cargos em comissão, cargos eletivos, empregos ou funções de qualquer natureza”. O Diário Oficial do Estado de São Paulo publicou a exoneração de Cristiane nesta sexta-feira (29/1).

Ao Metrópoles, Cristiane Brasil disse que foi orientada de maneira errada por um de seus advogados a tomar posse em 20 de janeiro. Ela conta que trabalha com quatro profissionais, que posteriormente indicaram o pedido de exoneração. “Eu não faço as coisas fora da lei. Estou tentando fazer as coisas certinhas. Minha vida não tem tempo para ‘mimimi’. Sou trabalhadora, honesta e não estou nem aí para isso. Já passou”, afirma.

De acordo com a ex-assessora, o deputado Douglas Garcia conversou com ela e disse que vai “lutar” para mantê-la à frente do cargo. Cristiane conta que tem planos futuros, mas descarta voltar à política como candidata. “Posso trabalhar como empresária, consultora política ou dirigente partidária e ninguém vai me impedir.”

Trabalho relâmpago

A ex-parlamentar, que é filha de Roberto Jefferson, presidente do PTB, trabalhou por uma semana como assessora parlamentar do PTB. Cristiane Brasil atuou diretamente com o deputado Garcia, o único da legenda em São Paulo. Ela decidiu se mudar para São Paulo em janeiro.

À ocasião, comentou com a reportagem qual seria sua missão. “Vou ajudar o líder [Douglas] e o presidente atual [do PTB de São Paulo], Chico Galindo, ex-prefeito de Cuiabá, a organizar o partido e a fazer um trabalho de atendimento que eu fazia muito em Brasília. Vou atender prefeitos, vereadores, só que agora sem ser parlamentar. Agora vou trabalhar como dirigente partidária, mas sem estar na linha de frente”, declarou.

0

 

Mais lidas
Últimas notícias