Covid: brasiliense denuncia “vacina de vento” no Entorno do DF; vídeo

Vídeo mostra quando profissional não aperta a seringa no momento da aplicação da dose. “Erro técnico”, diz prefeito

atualizado 16/07/2021 19:10

Vacina de vento Águas LindasReprodução

Goiânia – Um brasiliense que foi vacinar contra Covid-19 em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, denunciou que a profissional de saúde não aplicou a dose em um primeiro momento. Depois que o homem reclamou, uma nova dose foi aplicada de forma correta.

Vídeo feito pelo brasiliense mostra quando a dose vai ser aplicada e o êmbolo, parte que se aperta da seringa para sair o líquido, quase não se movimenta. Além disso, a profissional de saúde que realiza a imunização parece tampar a parte da seringa em que a dose fica armazenada.

Veja o momento da aplicação:

Ao perceber que não tinha sido imunizado, o brasiliense voltou até a profissional de saúde, que concordou em aplicar uma nova dose. Essa segunda aplicação também foi registrada em vídeo, que comprova que o líquido do imunizante realmente foi aplicado.

A denúncia foi feita inicialmente pela Globo Brasília e confirmada pelo Metrópoles, que teve acesso aos vídeos. O brasiliense, identificado pela emissora como Eric da Asa Norte, registrou um boletim de ocorrência. A Polícia Civil de Goiás investiga o caso. Não é a primeira vez que esse tipo de denúncia ocorre em Goiás.

Erro

As doses das vacinas contra a covid-19 são distribuídas aos municípios pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), mas a responsabilidade da vacinação em si é da prefeitura.

O Metrópoles entrou em contato com o prefeito de Águas Lindas, Lucas Antonietti (Podemos), que reconheceu que a primeira dose não foi aplicada, mas alegou que a própria profissional reconheceu.

“Houve um erro técnico da servidora na hora de aspirar a vacina! Reconhecido por ela! De imediato o paciente recebeu a vacina de forma correta!”, defendeu o prefeito.

Respostas

Em um vídeo enviado para a reportagem, o secretário municipal de saúde de Águas Lindas, Rui Borges, reforçou que houve uma falha técnica no manuseio da aplicação e que houve perda da dose.

Segundo o secretário, a profissional só percebeu o erro depois de ter aplicado. “Ela identificou o problema e se ofereceu para aplicar a segunda dose, que foi aplicada corretamente”, explica.

Rui ainda orienta no vídeo que os profissionais sempre devem mostrar a dose dentro da seringa antes de aplicar e a seringa vazia depois que a imunização foi realizada. A equipe de vacinação de Águas Lindas é formada por mais de 100 servidores.

Últimas notícias