Covid: Belém detecta subvariante da Delta; prefeitura alerta população

A AY.33 já foi encontrada em mais de 20 países e foi identificada após sequenciamentos de amostras de moradores da capital do Pará

atualizado 23/10/2021 16:20

laboratórioRobson Valverde/SES-SC

A Secretaria de Saúde de Belém (PA) comunicou nessa sexta-feira (22/10) que um novo tipo da Covid-19 circula na cidade. É uma mutação da variante Delta chamada AY.33. Ainda não há estudos definitivos sobre o seu grau de transmissibilidade.

Essa nova variante foi detectada após o sequenciamento de 116 amostras de pacientes de Belém pelo Departamento de Vigilância à Saúde, em parceria com o laboratório de Genética Humana e Médica do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Pará (Ufpa).

A AY.33 já foi identificada em mais de 25 países. Estudos indicam que ela surgiu na Bélgica ou no norte da África.

O presidente do Departamento Científico de Genética da Sociedade Brasileira de Pediatria, Salmo Raskin, disse ao Globo que a nova variante deve ser monitorada, mas que ela não deve ser um risco para o país, já que não provocou novas ondas de contaminação nos países em que está presente.

A Agência Belém divulgou um comunicado da Secretaria de Saúde de Belém em que informa que a AY.33 pode não ser detectada em testes rápidos e RT-PCR. Já o geneticista Raskin afirmou que o diagnóstico não é prejudicado.

Notificação imediata

A Secretaria de Saúde de Belém orientou que as unidades de saúde fiquem atentas ao atendimento de casos suspeitos de Covid-19, notificando imediatamente os casos confirmados e suspeitas de pessoas que vieram de outros estados ou países.

O órgão reiterou a importância do isolamento domiciliar da pessoa que estiver com suspeita ou no período de transmissão da doença, além do distanciamento social, uso obrigatório de máscara e lavagem frequente das mãos.

Mais lidas
Últimas notícias