Covid: 20 milhões de pessoas estão com 2ª dose atrasada, apesar de avanço da vacinação

Técnicos do Ministério da Saúde defendem que gestores locais, ou seja, das secretarias municipais de Saúde, busquem os faltosos

atualizado 19/10/2021 12:38

vacinação covid-19 brasília adolescentesGustavo Moreno/Especial Metrópoles

Mesmo com a vacinação contra a Covid-19 avançando em todo país, 20 milhões de brasileiros aptos a completarem a imunização ainda não tomaram a segunda dose.

O dado foi confirmado ao Metrópoles por fontes da área técnica do Ministério da Saúde nesta terça-feira (19/10).

Para o indivíduo estar completamente imunizado, é necessária a aplicação de duas doses das vacinas AstraZeneca, Coronavac e Pfizer. O imunizante da Janssen é de administração única.

Para se ter dimensão de como o número aumentou, no panorama apresentado pela pasta em 2 de outubro, há apenas 17 dias, o índice chegava a 17 milhões de pessoas com a 2ª dose atrasada. Com isso, a alta de pessoas não imunizadas totalmente disparou 17,6% nesse período, com o acréscimo de mais 3 milhões de brasileiros.

Nos bastidores do Ministério da Saúde, técnicos defendem que gestores locais, ou seja, das secretarias municipais de Saúde, busquem os faltosos. O entendimento é que o atraso na vacinação completa prejudica os efeitos da campanha e prolonga a pandemia de Covid-19 no país.

Desde o início da campanha de imunização, em 17 de janeiro, o Ministério da Saúde distribuiu 310,4 milhões de unidades da vacina. Desse total, 260,3 milhões foram aplicadas entre primeira, segunda e única dose. Ao todo, o país registrou 21,7 milhões de adoecimentos por Covid-19, sendo que 603 mil pessoas morreram vítimas de complicações da enfermidade. Até essa segunda-feira (18/10), 104.352.811 pessoas tinham completado o ciclo vacinal — 57,1% de toda a população acima de 12 anos no território nacional.
Segunda dose ultrapassa primeira

Nesta terça-feira, o Metrópoles mostrou que, desde 6 de setembro, o Brasil aplica majoritariamente a segunda dose dos imunobiológicos disponíveis.

Nesses 41 dias, 36.684.591 cidadãos e cidadãs foram, finalmente, protegidos contra o coronavírus, o que representa 35,1% do total de brasileiros que receberam a segunda dose no território nacional.

O levantamento foi feito pelo (M)Dados, núcleo de análise de grande volume de informações do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias