Costureira aposentada, de 69 anos, faz máscaras de pano para doar

Walnide Aparecida Araújo Mendes deixou de produzir vestidos infantis para ajudar quem não pode comprar o acessório de proteção

Máscaras de panoReprodução/Instagram

atualizado 03/04/2020 17:49

Walnide Aparecida Araújo Mendes, de 69 anos, é aposentada e, antes da pandemia do coronavírus, trabalhava fazendo vestidos infantis. Agora, a costureira decidiu passar a produzir máscaras de pano para doar para quem não pode arcar com os custos do acessório para se proteger do novo vírus.

Neide, como é conhecida, mora em Goiânia e começou fazendo algumas máscaras para sua filha, psicóloga, e alguns pacientes dela. Porém, de acordo com o G1, uma foto dela confeccionando o produto viralizou nas redes sociais e ela começou a receber muitos pedidos.

“Fico muito triste pela situação (da pandemia), mas feliz por ajudar quem precisa. Tem gente que não pode parar e não tem como comprar as máscaras. As pessoas precisam ser protegidas”, disse à reportagem.

Com tantas lojas fechadas, chega a faltar tecido para a produção. Por isso, para quem pode comprar, Walnide definiu o preço de R$ 10 para o kit com três máscaras. Esse dinheiro é utilizado para adquirir mais tecido e manter a “fábrica” a todo vapor.

Apenas nessa quinta-feira (02/04), Neide costurou e doou 50 máscaras e outras 60 já foram encomendadas.

Últimas notícias