Coronavírus: Anvisa não recomenda uso do remédio contra a malária

Agência explica que, apesar de promissores, “não existem estudos conclusivos” que comprovem a eficácia dessas drogas no tratamento

atualizado 20/03/2020 12:33

remedio medicamento saude comprimido alopadaHugo Barreto/Metrópoles

Em nota técnica, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou que não sejam usados os medicamentos contra a malária no tratamento da Covid-19, doença transmitida pelo novo coronavírus.

A agência reguladora explica que, apesar de promissores, “não existem estudos conclusivos” que comprovem o uso desses medicamentos para o tratamento da Covid-19.

“Não há recomendação da Anvisa, no momento, para a sua utilização em pacientes infectados ou mesmo como forma de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus”, afirma o documento.

Esses medicamentos são registrados pela agência para o tratamento de artrite, lúpus eritematoso, doenças fotossensíveis e malária.

O debate sobre o uso de medicamentos que contêm hidroxicloroquina e cloroquina começou após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciar testes com as drogas.

Nas farmácias brasileiras, houve uma corrida em busco desses medicamentos, o que é reprovado pela Anvisa. “A automedicação pode representar um grave risco à sua saúde”, frisa a nota técnica.

Últimas notícias