Com novo diretor, PF tem mais reformulações em três diretorias

O recém-empossado diretor-geral da PF, Paulo Maiurino, escolheu os novos gestores. Nomeações foram publicadas no Diário Oficial da União

atualizado 20/04/2021 8:00

PF deflagra nova fase de operação que apura tráfico em avião da FAB 3Rafaela Felicciano/Metrópoles

Com a nomeação do delegado Paulo Maiurino como diretor-geral da Polícia Federal, o órgão tem sofrido reformulações, com troca de gestores. As mudanças, em três diretorias, foram oficializadas na edição desta terça-feira (20/4) do Diário Oficial da União (DOU).

Na Diretoria Executiva, segundo cargo na hierarquia da Polícia Federal, quem assume é o delegado Cairo Costa Duarte. Alessandro Moretti passa a chefiar a Diretoria de Tecnologia da Informação e Inovação, e Alan de Oliveira Lopes, a Diretoria Técnico-Científica.

Veja abaixo os novos nomes:

Na última semana, o delegado Luís Flávio Zampronha de Oliveira foi nomeado para o cargo de Diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado da PF. Ele liderou a Operação Spoofing, que prendeu hackers que invadiram celulares de autoridades, como o ex-juiz Sergio Moro e procuradores que atuaram na Lava Jato no Paraná.

Quem é o novo diretor-geral

Paulo Mairuino foi nomeado novo diretor-geral da Polícia Federal no lugar de Rolando Alexandre de Souza. A troca na instituição foi comunicada no início de abril pelo recém-empossado ministro da Justiça, Anderson Torres, que teve aval do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para fazer a mudança.

Segundo perfil na página do próprio Maiurino em uma rede social, o novo diretor-geral da PF trabalhava como assessor especial de Segurança Institucional do Conselho da Justiça Federal (CJF) e atuou até setembro do ano passado como secretário de Segurança do Supremo Tribunal Federal (STF).

Trabalhou no governo Geraldo Alckmin (PSDB) em São Paulo como subsecretário de Segurança Pública (2018) e secretário estadual de Esporte, Lazer e Juventude (2016/2018).

Delegado desde 1998, Mairuino chefiou a Interpol no Brasil (2009/2010), trabalhou como assessor de Relações Internacionais da Polícia Federal (2008/2009) e comandou os departamentos de Organização e Métodos da Diretoria de Administração e Logística da PF; Planejamento e Controle; e a delegacia da PF no Chuí (RS).

Mais lidas
Últimas notícias