Delegado da Spoofing é nomeado diretor de combate ao crime organizado

Luís Flávio Zampronha de Oliveira também já liderou as investigações do mensalão, ainda no governo Lula, há 15 anos

atualizado 16/04/2021 8:06

Foto: REINALDO FERRIGNO/CÂMARA DOS DEPUTADOS

O governo federal nomeou nesta sexta-feira (16/4) o delegado Luís Flávio Zampronha de Oliveira, da Polícia Federal, para assumir o cargo de Diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) e é assinada pelo ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos. A mesma publicação ainda traz a dispensa de Cézar Luiz Busto de Souza da função de diretor.

Na Polícia Federal, Zampronha de Oliveira liderou a Operação Spoofing, que prendeu hackers que invadiram celulares de autoridades, como o ex-juiz Sergio Moro e procuradores que atuaram na Lava Jato no Paraná.

Com 45 anos, o delegado também liderou as investigações do mensalão, esquema, segundo o Ministério Público, de compra de apoio político durante o governo Lula. Ele já trabalhou na Corregedoria da PF, ainda no início da carreira.

Zampronha tem especialização no combate ao crime do colarinho-branco, fez curso no FBI e no Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos.

Em audiência na Câmara dos Deputados, em 2016, o delegado saiu em defesa de punições mais severas. “O criminoso é um ser racional, ele lida com custos e benefícios”, declarou na ocasião.

Últimas notícias