“Capitã Cloroquina” prepara candidatura por novo partido de Bolsonaro

Secretária do Ministério da Saúde ganhou apoio de bolsonaristas em redes sociais após depor na CPI da Covid no Senado

atualizado 09/06/2021 20:13

Secretária Mayra Pinheiro, a "Capitã Cloroquina", irá prestar depoimento à CPI da Covid-19 nesta quinta-feira (20/5)Reprodução/ Redes socais

A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro (foto em destaque), que se tornou conhecida como “Capitã Cloroquina” devido à sua defesa do medicamento sem eficácia comprovada contra a Covid, já prepara uma possível candidatura nas eleições em 2022.

Ao Metrópoles, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) disse que conversou com Mayra Pinheiro sobre uma eventual candidatura na próxima eleição. A secretária teria demonstrado interesse: “Você acha?”

O cargo ainda não foi definido, mas a legenda, sim: a mesma que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) escolher. O chefe do Executivo federal está com tudo encaminhado para se filiar ao Patriotas, como fez o senador Flávio Bolsonaro, o filho “01”.

Se confirmada, essa não será a primeira vez que Mayra tentará se eleger.

Em 2018, ela se candidatou ao Senado no Ceará pelo PSDB, mas não vingou. Conquistou 882 mil cearenses, 11,37%, ficando em quarto lugar, atrás de Eunício (MDB) e dos eleitos Cid Gomes (PDT) e Eduardo Girão (Podemos).

Nas redes sociais, Mayra recebeu bastante apoio de bolsonaristas ao participar da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pandemia.

No Ministério da Saúde, a secretária tem sido uma das principais defensoras do chamado tratamento precoce contra a Covid-19. A pasta dela foi responsável pelo desenvolvimento da polêmica plataforma Trate Cov.

0

Últimas notícias