Briga motivada por R$ 0,50 acabou em tentativa de homicídio em Goiânia

Funcionário da loja de bebidas, em Goiânia, se recusou a passar quantia no cartão de crédito e foi esfaqueado por cliente, que foi indiciado

atualizado 17/06/2021 0:01

goias briga em distribuidora de bebidasReprodução/TV Anhanguera

GoiâniaA Polícia Civil de Goiás (PCGO), por meio da 10ª Delegacia Distrital de Polícia (DDP) de Goiânia, concluiu, nesta quarta-feira (16/6), o inquérito policial instaurado na segunda-feira (14/6) para apurar crime de tentativa de homicídio contra duas vítimas em uma distribuidora de bebidas, localizada no Jardim Guanabara, região norte da capital.

Após uma briga generalizada, um cliente esfaqueou sete vezes um dos funcionários do local e tentou fazer o mesmo com outro. O jovem de 20 anos identificado como autor das agressões foi indiciado por tentativa dupla de homicídio. Por não ter antecedentes criminais e ter se apresentado espontaneamente à polícia, ele foi ouvido e liberado.

Segundo informações da PCGO, a motivação do crime, que ocorreu na noite da última sexta-feira (11/6), foi a recusa do funcionário da loja de bebidas em aceitar como forma de pagamento no cartão de crédito a quantia de R$ 0,50, referente à compra de uma papel de seda avulso.

Câmeras de segurança flagraram o momento em que o cliente, irritado, empurra a porta de vidro e parte para cima das vítimas, que são irmãos.

Veja o vídeo:

Conforme as imagens, cliente e funcionários entraram em luta corporal. Depois da briga, o homem saiu do local e voltou minutos depois armado com uma faca e desferiu sete golpes contra um dos trabalhadores. Uma das facadas atingiu o pulmão do atendente, que foi socorrido e encaminhado ao Hospital de Urgências de Goiânia, onde segue internado.

O proprietário da distribuidora de bebidas registrou boletim de ocorrência na tarde de sábado (12/6).

Conclusão do inquérito

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Alessandra Alvarenga, o autor do crime tem 20 anos, não tem outras passagens e se apresentou na 10ª DDP nesta quarta. Segundo ela, o jovem afirmou que foi maltratado pelos atendentes da distribuidora de bebidas, que se recusaram a passar o cartão de crédito em um baixo valor. Ainda segundo o autor, ele esfaqueou a vítima em um momento de transtorno.

Conforme a delegada, o inquérito será repassado ao Poder Judiciário para as providências cabíveis. O rapaz não foi preso.

Últimas notícias