Bombas em Araçatuba: bandidos usaram mesma tática em 2017

Criminosos bloquearam quartel da PM, espalharam explosivos na cidade e mataram um policial há quatro anos

atualizado 30/08/2021 14:23

Ataque Araçatuba 2017Reprodução/TV Globo

Não é a primeira vez que Araçatuba (SP) vive uma madrugada de terror após ser sitiada por bandidos. Nesta segunda-feira (30/8), uma quadrilha tocou o terror para roubar bancos. Já em 16 de outubro de 2017, outra segunda-feira, o alvo dos criminosos foi uma empresa de valores.

No ataque de quatro anos atrás, os bandidos usaram uma estratégia semelhante à do assalto desta madrugada. Cerca de 30 integrantes da quadrilha cercaram a saída do quartel da Polícia Militar para impedir a saída de viaturas, segundo reportagem da TV Globo da época.

Veja imagens do ataque de 2017:
0

Os criminosos usaram dinamite para levar o dinheiro da empresa de valores, que ficava próxima ao quartel. Além disso, bombas foram espalhadas pelas ruas da cidade, assim como acontece agora.

Um policial civil do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil de São Paulo foi baleado e morreu enquanto era socorrido na Santa Casa de Misericórdia de Araçatuba.

Relação incerta

O secretário de Segurança Pública de São Paulo em exercício, Coronel Álvaro Batista Camilo, comentou que ainda é cedo para relacionar o ataque em Araçatuba da madrugada desta segunda com outros casos de assalto a bancos e empresas de carro-forte.

De acordo com boletim da Santa Casa de Araçatuba, quatro pessoas feridas no tiroteio estavam internadas até as 11 horas desta segunda. Uma recebeu alta no começo da manhã. Três pessoas morreram, sendo um dono de posto de combustível, um personal trainer e um bandido.

Mais lidas
Últimas notícias