Araçatuba: ataque mata personal trainer e dono de posto de combustível

Três pessoas morreram; a terceira vítima é integrante do bando e foi fatalmente atingido durante troca de tiros, segundo a polícia

atualizado 30/08/2021 14:58

Márcio Victor e Renato Bortolucci morreram em ataque de quadrilha a agências bancárias de Araçatuba (SP)Arquivo pessoal

São Paulo – Entre os mortos no ataque promovido por bandidos a três agências bancárias em Araçatuba, estão dois moradores da cidade, baleados enquanto os criminosos bloquearam ruas e fizeram reféns. A ação deixou três pessoas sem vida e mais cinco feridas – uma delas com lesões graves. O terceiro morto é integrante do bando e foi fatalmente atingido durante troca de tiros, segundo a polícia.

Os dois moradores foram identificados como Márcio Victor, que trabalha como personal trainer e é filho de um investigador da Polícia Civil, e Renato Bortolucci, comerciante, dono de um posto de combustíveis da cidade. A suspeita da polícia é de que Bortolucci tenha sido atingido enquanto filmava a ação dos bandidos. O comerciante deixa esposa e duas filhas.

0

Entre as pessoas socorridas ao hospital da cidade, uma delas é um rapaz de 25 anos que teve os dois pés amputados após acionar um explosivo.

A ação dos bandidos começou por volta de meia-noite desta segunda-feira (30/8), no centro de Araçatuba, quando aproximadamente 20 bandidos cercaram a cidade em 10 carros. Moradores foram rendidos e usados como “escudo humano”.

Carros foram queimados em vários pontos da cidade, bloqueando acessos ao local para impedir a chegada da polícia. O bando também contou com vigilância aérea, usando drones para monitorar a ação, que deixou autoridades e moradores em pânico.

Mais lidas
Últimas notícias