Bolsonaro exonera general que comandava EBC e nomeia ex-SBT

General Pereira Gomes deixa a direção da empresa. No lugar, assume o publicitário Glen Lopes Valente

atualizado 30/09/2020 10:27

Glen Valente, indicado para assumir comando da EBCAlan Santos/PR

A Empresa Brasil de Comunicação (EBC) tem novo comando. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) exonerou o general Luiz Carlos Pereira Gomes do cargo de diretor-presidente.

A exoneração foi publicada nesta quarta-feira (30/9) do Diário Oficial da União (DOU). Para o lugar do general Pereira Gomes foi nomeado o publicitário Glen Lopes Valente. Gomes estava no comando da EBC desde agosto de 2019.

Glen comandou o departamento comercial e de marketing do SBT. Também trabalhou no setor financeiro, em empresas como American Express e banco Bozano Simonsen. Atuou como vice-presidente de marketing do HSBC no Brasil e comandou a área na América Latina no México. Recentemente, trabalhou como executivo na produtora digital 21 e lançou a startup Boradoc.

O nome dele foi indicado ao Palácio do Planalto pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria. Antes da EBC, Valente ocupava o cargo de secretário de Publicidade e Promoção na Secretaria de Comunicação. O publicitário chegou ao governo em abril de 2019, a convite do chefe da Secom, Fábio Wajngarten.

Pereira Gomes é general do Exército formado em Ciências Militares e em Administração na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN). Possui doutorado na Escola de Comando e Estado Maior do Exército. Foi comandante e diretor de ensino da Escola de Sargentos das Armas, entre dezembro de 2011 e abril de 2014, e Comandante Militar do Planalto, de setembro de 2016 a maio de 2018.

A EBC foi fundada em 2007 no governo do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A empresa é responsável pela gestão dos veículos federais de comunicação, como TVs, rádios e agências de notícias.

Últimas notícias