Bolsonaro e integrantes da live sobre fraude em urna vão depor no TSE

Transmissão entrou no inquérito administrativo que investiga o presidente por ataques à urna eletrônica e ameaças contra as eleições

atualizado 03/08/2021 9:02

Reprodução

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) chamará para depor Jair Bolsonaro (sem partido) e os demais participantes da live feita na última quinta-feira (29/7) para denunciar “fraude eleitoral”. Nesta terça-feira (3/8), o TSE iniciará o inquérito administrativo que investiga o presidente por ataques à urna eletrônica e ameaças contra as eleições. As informações são da Folha de S. Paulo.

Outro participante da transmissão que será convocado para depor é o atual ministro da Justiça, Anderson Torres. Caso avance, a investigação poderá ter como consequência a inelegibilidade dos que ameaçam o sistema eleitoral.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Já em notícia crime, o ministro Luís Roberto Barroso também encaminhou link de uma das lives de Bolsonaro para Alexandre de Moraes — relator do inquérito das fake news no STF –, no qual, segundo o presidente do TSE, servirá para “fins de apuração de possível conduta criminosa”.

Em outra frente, Alexandre de Moraes autorizou, no mês passado, o compartilhamento de provas das fake news e dos atos antidemocráticos com ações do TSE sobre disparos de mensagens. A ação pode levar à cassação de Jair Bolsonaro.

Mais lidas
Últimas notícias