Bolsonaristas arrecadam R$ 50 mil em vaquinha para multas em motociata

Governo de SP multou o presidente Bolsonaro, o ministro Tarcísio e os deputados Eduardo Bolsonaro, Carla Zambelli e Hélio Lopes em R$ 552

atualizado 20/06/2021 23:33

Presidente Jair Bolsonaro participa de motociata em SPRodrigo Zaim/Especial Metrópoles

A motociata promovida por bolsonaristas em São Paulo no último dia 12 de junho rendeu multas do governo paulista ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ministros e parlamentares que o acompanharam pelo descumprimento ao decreto que determina o uso de máscaras em locais públicos. A medida, junto ao distanciamento social, ajuda a evitar o contágio pelo novo coronavírus.

As multas são de R$ 552,71 e o não pagamento resultaria na inclusão do nome do infrator em serviços como o Serasa.

Como uma espécie de protesto contra as autuações, deputados bolsonaristas como Carla Zambelli (PSL-SP), Hélio Lopes (PSL-RJ) e Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) organizaram neste domingo uma vaquinha virtual para pagar as multas. Entre os autuados, além dos deputados citados, está o ministro Tarcísio Gomes, da Infraestrutura.

0

Até a noite deste domingo, quando publicamos esta reportagem, a vaquinha já havia arrecadado mais de R$ 53 mil. O que sobrar depois do pagamento das multas, segundo os parlamentares, será usado para comprar alimentos a serem doados para instituições de caridade e famílias afetadas “pelo fechamento promovido pelo governador João Doria”, como disse Zambelli em vídeo de divulgação da iniciativa.

Zambelli também disse que os deputados vão depositar na vaquinha o valor das multas, “antes que critiquem”.

“Essa maldade vai virar uma bondade”, provocou Eduardo Bolsonaro na divulgação.

twitter eduardo bolsonaro
Vaquinha é divulgada por Eduardo Bolsonaro

Últimas notícias