Bailarina é achada morta em cachoeira com sinais de abuso sexual

O corpo da universitária de 25 anos foi encontrado em uma trilha próxima a uma queda d'água no Paraná. O autor do crime não foi identificado

atualizado 27/01/2020 16:33

Reprodução/Instagram

Uma bailarina de 25 anos foi encontrada morta na noite de domingo (26/01/2020) perto de uma cachoeira localizada na área rural de Mandaguari, no norte do Paraná. De acordo com a Polícia Civil, o corpo da universitária estava com sinais de violência sexual. As informações são do G1.

Segundo o Instituto-Médico Legal (IML), Maria Glória Poltronieri Borges foi morta por asfixia. O suspeito ainda não foi identificado, mas a equipe de investigação disse que vai ouvir familiares e pessoas que participaram de um treinamento da Defesa Civil local na região.

À reportagem, o delegado Zoroastro Neri do Prado, que cuida do caso, disse que a mãe da bailarina a levou na tarde de sábado (25/01/2020) até uma chácara, que fica perto da cachoeira. A mãe, contudo, perdeu o contato com a jovem algum tempo depois e, de acordo com o investigador, a mulher voltou com a família no domingo (26/01/2020) para procurá-la.

Foi a irmã de Maria Glória que encontro o corpo da bailarina, em uma trilha que fica ao lado da cachoeira, cerca de 30 metros de distância. O delegado informou ao G1 que está ouvindo testemunhas e que não descarta nenhuma possibilidade.

O velório de Maria Glória ocorreu nesta segunda-feira (27/01/2020).

Últimas notícias