Vítima de estupro expõe o crime nas redes: “Jamais esquecerei”

Maria do Carmo relata que acordou com o criminoso em cima dela. O suspeito foi autuado por importunação sexual

redes sociais

atualizado 27/01/2020 14:27

Uma mulher conta ter sido estuprada na última terça-feira (21/01/2020) em Caraíva, sul da Bahia. Maria Do Carmo Ribeiro, de 27 anos, ainda teve o aparelho celular roubado pelo criminoso.

O suspeito foi identificado como Tácio da Conceição Bonfim. Ele usava, segundo relato da vítima, uma camisa vermelha para encobrir parte do rosto.

Em publicação nas redes, a mulher contou que acordou por volta das 5h30 com o suspeito se masturbando sobre ela.

“Assim que me viu abrir os olhos, ele continuou como se nada tivesse acontecido. Nunca esquecerei daqueles olhos frios e daquele corpo asqueroso sobre o meu”, detalhou.

Maria, então, se levantou e começou a bater no criminoso. Tácio, contudo, acabou fugindo por uma parte destelhada da casa.

O suspeito foi preso e autuado em flagrante por importunação sexual e furto simples – a Polícia Civil da Bahia confirmou a informação ao Metrópoles.

Indagada sobre o porquê de o caso não ter sido identificado como estupro, a corporação pontuou que, “conforme apuracão do delegado responsável pelo caso, não houve violência ou grave ameaça”.

Ao pagar uma fiança de R$ 3,5 mil, o suspeito responder pelo crime em liberdade.

Outras vítimas
Maria do Carmo disse ainda que, após o suposto estupro, muitas pessoas a procuraram para relatar que Tácio fez outras vítimas.

“Nesse meio tempo muita gente me procurou pra dizer que há outras vítimas dele com medo de se manifestar. Muitas confirmaram seu perfil agressivo e frio”, destacou.

A corporação, contudo, informou que Tácio da Conceição Bonfim não tem passagem pela polícia.

Em rede social, Maria do Carmo pede ajuda financeira para contratar um advogado.

“Sou mulher e mereço segurança. Mereço respeito. Mereço dormir e acordar em meu quarto sem que um homem se ache no direito de me invadir, machucar, violar”, complementou.

Veja a íntegra da postagem:

Fui estuprada e não vou me calar.Me chamo Maria, tenho 27 anos e moro em Caraíva, no extremo sul da Bahia. Às 5h30 da…

Posted by Maria Do Carmo Ribeiro on Saturday, January 25, 2020

Últimas notícias