Pai de santo dopava menores para abusar delas no Entorno do DF

Segundo testemunha, homem usava até uma arma para para ter relações sexuais com elas, em Santo Antônio do Descoberto (GO)

Reprodução/TV AnhagueraReprodução/TV Anhaguera

atualizado 16/01/2020 13:18

O áudio de uma testemunha ao qual a Polícia Civil de Goiás (PCGO) teve acesso aponta detalhes de como o pai de santo Francisco de Assis Maximiliano (foto em destaque), de 43 anos, suspeito de crimes sexuais contra menores, teria agido com supostas vítimas. Segundo a gravação, o homem dopava as vítimas para estuprá-las e também as ameaçava para que não relatassem os casos.

Suspeito foi preso na quarta-feira (15/01/2020), em Santo Antônio do Descoberto, no Entorno do Distrito Federal. Cerca de 50 pessoas devem ser ouvidas até a próxima semana. Francisco é suspeito de abusar de ao menos cinco menores de idade.

Os crimes teriam iniciado em 2012, durante atendimentos realizados no terreiro do pai de santo. As vítimas, segundo apuração da polícia, à época dos crimes, tinham entre 12 e 13 anos. “Ele ameaçava as meninas com arma. Dizia que se não tivesse relação sexual com ele, mataria a mãe e o pai das adolescentes. Ele também dopava as vítimas para cometer os abusos”, relatou a testemunha.

Leia a reportagem completa no Mais Goiás, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias