Ato pró-Moro em frente à PF reúne 18 manifestantes

O movimento foi organizado pela associação Brasil nas Ruas, e começou às 15h. Grupo levou faixas e boneco inflável do ex-juiz como Superman

Vinicius Santa Rosa/MetrópolesVinicius Santa Rosa/Metrópoles

atualizado 26/07/2019 20:11

Um grupo de 18 manifestantes se reúne, na tarde desta sexta-feira (26/07/2019), para um ato em defesa do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e da força-tarefa da Operação Lava Jato. Em frente à Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, é possível ver placas de “Em Moro, nós confiamos” e “O Brasil está com você, Moro”. Além disso, o boneco inflável conhecido como “Super-Moro” também estava presente.

Segundo informações de manifestantes presentes, o movimento foi organizado pela associação Brasil nas Ruas e estava marcado para começar às 15h.

Com o conhecimento de informações sigilosas da Policia Federal sobre a operação Spoofing, que investiga as invasões de hackers a aparelhos telefônicos de autoridades, Moro teria ligado para ministros e parlamentares que também foram vítimas dos criminosos, alertando sobre ocorrido. Ainda, o chefe da pasta da Justiça teria tranquilizado os colegas ao dizer que as mensagens descobertas seriam descartadas por não possui valor jurídico.

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nacional, Felipe Santa Cruz, atacou Moro ao dizer que ele teria usado seu alto cargo para “bancar” o chefe da quadrilha de hackers e “aniquilar” a independência da Polícia Federal.

Já o Partido dos Trabalhadores (PT) protocolou, na Procuradoria-Geral da República (PGR), um pedido de afastamento e perda do cargo do ministro. Na notícia-crime, a legenda acusa o ex-juiz de interferir nas investigações da Operação Spoofing, abuso de autoridade e violação de sigilo funcional.

 

Últimas notícias