Assessoria: notícia de Marília Mendonça estar viva não foi intencional

Equipe da cantora explicou que fontes confiáveis teriam informado que todos tinham sido resgatados com vida e levados para hospitais

atualizado 08/11/2021 15:24

Equipes do Cenipa no local do acidente com a cantora Marília MendonçaFAB/Divulgação

Goiânia – A assessoria de imprensa de Marília Mendonça emitiu uma nota nesta segunda-feira (8/11) explicando o motivo de ter divulgado que a cantora tinha sido resgatada com vida do avião, que caiu na última sexta-feira (5/11) em Minas Gerais.

Na nota, a equipe da artista explicou que, logo após o acidente, fontes confiáveis teriam informado que estaria tudo bem e todas as pessoas estavam sendo conduzidas ao hospital, somente para realizar procedimento padrão. Marília Mendonça e outras quatro pessoas morreram no acidente.

0

“Passados menos de 20 minutos, as mesmas notificaram a equipe sobre a fatalidade. A notícia foi repassada, primeiramente, aos familiares das vítimas. (…). Em nenhum momento o equívoco foi intencional, sempre prezamos pela ética profissional e moral”, diz trecho da nota.

Donos do avião

No mesmo comunicado, a assessoria informa que o avião que caiu já pertenceu à dupla Henrique e Juliano. Os irmãos tocantinenses venderam a aeronave à PEC Táxi Aéreo em julho do ano passado. A informação foi passada pela assessoria de imprensa da cantora.

“Henrique & Juliano venderam a aeronave de modelo C90A, número de série LJ-1078, pouso convencional 2 motores turbo-hélice em 09 de julho de 2020 para empresa PEC TÁXI AEREO. É possível consultar o cadastro no registro aeronáutico brasileiro”, informou, por nota, a assessoria.

Acidente

O avião com Marília Mendonça e equipe decolou de Goiânia com destino a Caratinga, em Minas Gerais, onde a cantora se apresentaria naquele dia. No entanto, já bem próximo à pista de pouso, a aeronave se chocou com uma torre de transmissão elétrica e caiu em uma área de cachoeira.

No avião, com Marília, estavam o tio e assessor Abiceli Silveira Dias Filho, 43 anos; o produtor Henrique Ribeiro, 32; o piloto Geraldo Martins de Medeiros Júnior, 56; e o copiloto Tarciso Pessoa Viana, 37. Todos morreram.

Mais lidas
Últimas notícias