Armas apreendidas na casa de Belo estão com registros vencidos

Polícia apreendeu também, dentro de um cofre na casa do artista, munição e dinheiro em espécie

atualizado 18/02/2021 15:17

AgNews

Rio de Janeiro – As duas pistolas encontradas na casa do cantor Belo, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, durante busca e apreensão dos agentes da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), estão com os registros vencidos. No depoimento que o artista prestou na Cidade da Polícia, na tarde desta quarta-feira (17/2), do qual o Metrópoles teve acesso, Belo foi informado que as armas — que estão registradas em nome do cantor — ficariam apreendidas.

A polícia apreendeu também, dentro de um cofre na casa do artista, 28 munições e dinheiro em espécie — R$ 39.150, 3.640 euros (cerca de R$ 24 mil) e US$ 1.169 (cerca de R$ 6,4 mil).

Show em escola pública

Na madrugada do último sábado (13/2), o cantor Marcelo Pires Vieira, o Belo, foi contratado por R$ 65 mil para fazer um show em uma escola pública, no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro, contrariando o decreto que impedia a realização de aglomerações pela cidade do Rio de Janeiro no período de pandemia da Covid-19.

Belo foi preso na tarde desta quarta-feira (17/2), em Angra dos Reis, na costa verde do Rio de Janeiro, e levado para a Cidade da Polícia, no Jacarezinho, zona norte da capital.

Na madrugada desta quinta-feira (18/2), o desembargador Milton Fernandes de Souza aceitou o pedido de habeas corpus feito pela defesa e o cantor foi solto no início da tarde.

Últimas notícias