Araraquara anuncia novo lockdown após aumento de casos de Covid-19

A cidade do interior paulista fez um lockdown de 10 dias entre fevereiro e março. Os casos de Covid-19 voltaram a crescer em maio

atualizado 17/06/2021 14:56

Entrada da UPA da Vila Xavier, em AraraquaraFábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – A cidade de Araraquara, a 273 km de São Paulo, terá um novo lockdown após quase quatro meses. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (17/6) depois de o município ultrapassar, pelo terceiro dia consecutivo, os índices de Covid-19 que estabelecem o fechamento das atividades econômicas.

A secretária de Saúde do município, Eliana Honain, compartilhou a informação por meio das redes sociais da prefeitura.

Durante uma transmissão ao vivo pelo Facebook, ela disse que os detalhes de início, duração e restrições serão publicados até o fim do dia  pelo prefeito Edinho Silva (PT) e o Comitê de Contingência do Coronavírus.

Segundo o decreto municipal, o prefeito pode instituir o fechamento das atividades não essenciais por, no mínimo, sete dias.

“Hoje Araraquara completa o terceiro dia consecutivo de testagem de sintomáticos e assintomáticos ultrapassando 20%. Com isso, a cidade, cumprindo decreto pactuado com a sociedade e a população em geral, terá que decretar lockdown”, disse.

Nesta quinta, a cidade registrou 202 casos positivos de Covid-19, equivalente a 23,59% das 856 amostras analisadas nos serviços públicos e privados de saúde e nos setores econômicos e sociais do município.

Isso inclui, de acordo com a prefeitura, sintomáticos e também assintomáticos testados na busca ativa.

Ao considerar apenas os sintomáticos que procuraram os serviços de saúde, esse percentual sobe para 25,37% de 796 amostras e 202 positivados para a doença.

No final de abril, a reportagem do Metrópoles visitou Araraquara para saber como a cidade se comportava após o primeiro lockdown, de 21 de fevereiro a 2 de março. Naquela ocasião, os índices de Covid-19 estavam em baixa, com dias em que o registro de mortes era zero.

0
“Situação estava complicada”, diz secretária

Eliana Honain afirmou que a população deixou de respeitar o distanciamento social, por isso os indicadores voltaram a crescer. “Viemos avisando que a situação estava complicada por conta do não cumprimento de regras. A população infelizmente fez a escolha”, lamentou.

“Pedimos calma a todas as pessoas. Teremos toda sensibilidade do mundo em relação a serviços essenciais. Nós temos que fazer lockdown porque os leitos de UTI, os públicos e privados, estão lotados”, concluiu a secretária.

Araraquara tem mais de 238 mil habitantes e soma 24.071 casos positivos de Covid-19 desde o início da pandemia. Até o momento, 483 pessoas perderam a vida para a doença na cidade.

Os leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) estão com ocupação de 83%, já os de enfermaria alcançaram a marca de 70%. Ao todo, 206 pacientes estão internados.

Últimas notícias