Após queda de túnel, Rio permanece em estágio de crise neste sábado

Há problemas de mobilidade na cidade causados pelo desabamento de placas de concreto do Túnel Acústico Rafael Mascarenhas

Reprodução/GlobonewsReprodução/Globonews

atualizado 18/05/2019 14:02

A cidade do Rio de Janeiro permanece em estágio de crise na manhã deste sábado (18/05/2019) devido aos problemas de mobilidade causados pelo desabamento de placas de concreto do Túnel Acústico Rafael Mascarenhas.

Desde o início da tarde de sexta-feira (17/05/2019), o túnel está fechado nos dois sentidos, prejudicando o trânsito entre os bairros do entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas e as regiões de São Conrado, Rocinha e Barra da Tijuca. O túnel faz parte da Autoestrada Lagoa-Barra, principal ligação entre as zonas sul e oeste do Rio.

Na noite de sexta, a Prefeitura do Rio estimou que o túnel será liberado nas próximas horas e técnicos trabalham no local. O desabamento foi causado pelo deslizamento de 30 toneladas de terra sobre a estrutura do túnel, construído há 40 anos.

A prefeitura informou que a estrutura do túnel é segura e não foi comprometida. As placas de concreto derrubadas serviam como isolamento acústico da Autoestrada Lagoa-Barra e devem ser substituídas por um material mais leve.

O percurso do Túnel Acústico é complementar ao do Túnel Zuzu Angel, que passa sob a Favela da Rocinha. Com o desmoronamento, o Zuzu Angel também teve de ser fechado inicialmente.

Desde a noite de ontem, no entanto, a prefeitura reabriu o tráfego do Zuzu Angel somente no sentido Lagoa,  com um desvio que segue da saída do túnel para a Rua Marquês de São Vicente pelo Viaduto Graça Couto.

O impacto no trânsito devido à interdição do Túnel Acústico foi ainda maior na tarde de ontem porque a Avenida Niemeyer também estava fechada, em consequência de outro deslizamento de terra. Alternativa de menor capacidade de tráfego entre o Leblon e São Conrado, a via chegou a ser reaberta nos dois sentidos, mas, na manhã de hoje, foi fechada no sentido Leblon. Equipes da prefeitura trabalham em seu percurso, que contorna o Morro Dois Irmãos pela encosta litorânea, onde fica a Favela do Vidigal.

Além dos problemas no trânsito, o Rio de Janeiro tem previsão de mais chuva forte para a tarde de hoje, com raios e ventos de moderados a fortes. Também está em vigor o alerta de ressaca, e a orla da cidade pode ter ondas de até 2,5 metros.

Últimas notícias