Prefeitura anuncia a liberação da Avenida Niemeyer no Rio

Objetivo é melhorar trânsito após desabamento do túnel Lagoa-Barra sobre um ônibus nesta sexta-feira

atualizado 17/05/2019 18:15

JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRTB), anunciou agora à tarde que a Avenida Niemeyer, que liga o Leblon a São Conrado, estará reaberta a partir das 18h desta sexta-feira (17/05/2019). Contudo, ele orientou a população a usar a via apenas em caso de necessidade.

O prefeito, que está acompanhando os trabalhos dos órgãos municipais no local do desabamento no túnel Acústico Rafael Mascarenhas, da Autoestrada Lagoa-Barra, sobre um ônibus, disse que a melhor opção é a Linha Amarela. A via expressa liga a Avenida Brasil à Barra da Tijuca.

De acordo com Crivella, “o preferível, no entanto, é evitar deslocamentos da zona sul para São Conrado, Barra da Tijuca, Recreio e Jacarepaguá, até que a situação na Lagoa-Barra se normalize”.

Pela manhã, ocorreu um novo deslizamento de terra e a Avenida Niemeyer voltou a ficar coberta por uma densa camada de lama. O barro desceu da encosta, na altura do bairro do Vidigal, no mesmo ponto onde nessa quinta-feira (16/05/2019) ocorreu um deslizamento perto do condomínio Ladeira das Yucas. A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) já tinha feito a limpeza da pista totalmente, quando ocorreu o novo deslizamento.

Avaliação das encostas
Os técnicos do Instituto de Geotécnica (Geo-Rio) estão fazendo avaliação das encostas na Avenida Niemeyer. Além disso, continuam com os trabalhos de limpeza, topografia, sondagem e estabilização do terreno que está sendo realizado há mais de um mês e tem previsão de término até outubro.

A Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) removeu cerca de 50 toneladas de resíduos, sendo que uma parte grande desceu direto para o mar.

Metrô
Em nota, a concessionária MetrôRio, informa que, em função dos bloqueios em diversas vias da cidade, a operação das linhas 1, 2 e 4 do metrô será, excepcionalmente, estendida até as 2h da madrugada deste sábado (18/05/2019). Além disso, a concessionária reforçou as equipes de segurança e de bilheteria.

Nesta sexta-feira, foi registrado aumento de 20% no número de passageiros do sistema, que opera em sua capacidade máxima. Todas as estações funcionam normalmente, e a concessionário reforça que o metrô é a melhor opção de deslocamento, principalmente entre a Barra da Tijuca e Zona Sul/Centro.

Estágio de crise
O município do Rio entrou em estágio de crise às 12h35 desta sexta, após a mobilidade ficar ainda mais afetada. O Túnel Rafael Mascarenhas (Acústico) está interditado nos dois sentidos, após a queda de uma estrutura de concreto. O município estava em estágio de atenção desde às 10h55, devido ao bloqueio do Túnel Rebouças, após um acidente e ocorrências relacionadas à chuva.

Últimas notícias