Após indicar veto, Bolsonaro sanciona inclusão de autistas no Censo

Presidente dialogou com grupo de mães de crianças portadoras da condição na manhã desta quinta-feira

atualizado 07/08/2019 18:38

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) informou, via Twitter, que sancionou a lei que inclui dados sobre autistas no Censo de 2020. Na última sexta-feira (12/07/2019), igualmente pela rede social, o presidente havia sinalizado que iria vetar a inclusão. Após pressão da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e da comunidade de pais e mães de crianças com autismo, no entanto, ele mudou de ideia.

“Atendendo à necessidade da comunidade autista no Brasil e reconhecendo a importância do tema, sancionamos hoje a Lei 13.861/2019 que inclui dados específicos sobre autismo no Censo do IBGE. Uma boa tarde a todos!”, publicou o presidente.

Na manhã desta quinta-feira (18/07/2019), o presidente reuniu-se com mães de crianças portadoras da condição. Eles carregavam faixas e cartazes com a frase “somos autistas e temos direitos”. As crianças presentes pediram pela inclusão ao mesmo tempo que chamavam o presidente de “tio Bolsonaro”.

Encontro
Por volta das 9h30, o presidente deixou a residência e foi falar com os manifestantes. “Tem mais ou menos quantos autistas no Brasil, você tem ideia?”, perguntou Bolsonaro a um pai. “Dois milhões”, respondeu uma mãe.

A conversa continuou: “Você quer colocar seu filho no BPC [Benefício de Prestação Continuada]?”, questionou, ao levar em conta a reforma da Previdência. “Meu filho não vai entrar no BPC, queremos que ele esteja no censo”, retrucou o pai. “Quer colocar só nas perguntas e respostas?” Se for só isso, eu faço”, completou.

Últimas notícias