Após acidente com mortes em Goiás, MPF investiga manutenção da BR-153

Triunfo Concebra, concessionária que administra rodovia, é alvo de procedimento que apura medidas para boa conservação da rodovia em Goiás

atualizado 19/01/2022 9:48

Acidente com ônibus em Aparecida de Goiânia (GO) Vinícius Schmidt/Metrópoles

Goiânia – O Ministério Público Federal em Goiás (MPFGO) instaurou procedimento para apurar as medidas adotadas pela Triunfo Concebra, concessionária que administra a BR-153 no estado, destinadas a manter a boa conservação da rodovia.

A medida ocorre depois de seis pessoas morrerem em acidente na estrada, na véspera de Natal. Além disso, nessa terça-feira (18/1) uma colisão no mesmo trecho acabou envolvendo seis veículos (dois caminhões, dois carros de passeio e duas motocicletas). Por sorte, ninguém se feriu com mais gravidade.

O órgão considera riscos de mais acidentes na rodovia, agravados pelo período chuvoso e aumento de tráfego nas férias escolares. O procedimento foi instaurado em 12/1.

Veja fotos de acidente no local:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
Publicidade do parceiro Metrópoles 5
Publicidade do parceiro Metrópoles 6
Publicidade do parceiro Metrópoles 7
Publicidade do parceiro Metrópoles 8
Publicidade do parceiro Metrópoles 9
0

Ofício ao presidente

Inicialmente, a procuradora da República Mariane Guimarães de Mello Oliveira, responsável pela apuração, requisitou informações ao diretor-presidente da Triunfo Concebra, Odenir José Sanches.

De acordo com o ofício, o diretor-presidente deverá listar todas as medidas adotadas pela empresa para localizar e reparar eventuais danos no asfalto da BR-153, no trecho que corta o estado de Goiás.

Acidente com mortes

Mariane Guimarães lembrou que, na véspera do Natal, seis passageiros de um ônibus interestadual morreram após o veículo cair em uma ribanceira e parar em um córrego. Cerca de 40 pessoas ficaram feridas.

A Triunfo Concebra tem 15 dias para prestar as informações ao MPF. O prazo é contado a partir do recebimento do ofício.

“Segurança dos usuários”

Em nota enviada pela assessoria de imprensa, a concessionária informou que ainda não havia recebido o ofício até o momento em que foi publicada esta reportagem.

“A Triunfo Concebra vem adotando todas as medidas emergenciais a fim de garantir a segurança dos usuários que trafegam pelo trecho rodoviário, apesar das intensas e fortes chuvas que têm ocorrido em Goiás”, disse a nota.

A concessionária afirmou, ainda, que aguarda a notificação formal por parte do MPFGO para apresentar regularmente a resposta.

Em Goiás, a Triunfo Concebra administra o trecho da BR-153 de Anápolis a Itumbiara. A concessionária também é responsável pela administração do percurso na BR-060 de Brasília a Anápolis e na BR-262 até Betim (MG).

Mais lidas
Últimas notícias