Aparecida (GO): nova cepa da dengue é encontrada pela 1ª vez no país

Linhagem cosmopolita é a mais disseminada da dengue em todo o mundo. Segundo a FioCruz, sorotipo foi identificado em Aparecida de Goiânia

atualizado 06/05/2022 8:30

Divulgação/Agência Brasil

Goiânia – Pesquisadores detectaram, pela primeira vez, no Brasil, o genótipo cosmopolita do sorotipo 2 do vírus da dengue. O genótipo foi identificado em Aparecida de Goiânia, município da região metropolitana da capital goiana. A linhagem, que é a mais disseminada no mundo e está presente na Ásia, no Oriente Médio e na África, nunca havia sido encontrada no país.

Divulgada na quinta-feira (5/5), a detecção do genótipo da dengue foi liderada pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) em parceria com o Laboratório Central de Saúde Pública de Goiás (Lacen-GO) e ocorreu no último mês de fevereiro, a partir de uma amostra de um caso de dengue do final de novembro do ano passado.

0

Conforme boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, o estado de Goiás não é só o primeiro com mais casos de dengue no Brasil, como também tem cinco vezes mais casos de dengue a cada 100 mil habitantes que a média nacional.

Preocupação

Para os pesquisadores da Fiocruz, a chegada da cepa ao Brasil preocupa, já que existe a possibilidade da disseminação do sorotipo de forma mais eficiente do que a que circula atualmente no país, a linhagem asiático-americana, também conhecida como genótipo 3 do sorotipo 2.

Porém, de acordo com a equipe, o genótipo encontrado não é a responsável pelo atual surto de dengue em Goiás. Ainda conforme a pesquisa, tudo indica que a cepa foi identificada rapidamente, o que pode ajudar no controle.

Origem

Segundo a Fiocruz, a detecção do sorotipo é o segundo registro oficial desse genótipo nas Américas. O primeiro foi após um surto no Peru, em 2019. As análises feitas no Brasil mostram que a linhagem encontrada é semelhante a dois microrganismos isolados durante o surto registrado na província de Madre de Dios.

Apesar de não ser possível afirmar que o genótipo cosmopolita foi introduzido no Brasil a partir do país vizinho, a suspeito do instituto é de que ele tenha chegado a partir da Ásia, por meio de viagens intercontinentais.

Segundo a Fiocruz, as secretarias municipal e estadual de Saúde e o Ministério da Saúde foram comunicados.

Alerta

Em Goiás, onde as doenças que têm como vetor o aedes aegypti têm assustado esse ano. Os casos tanto de dengue quanto de chikungunya e zika aumentaram de forma impressionante. O estado concentra recordes negativos, figurando como um dos que apresentam maior índice de contaminação e mortes.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) tenta ampliar os alertas em relação aos riscos das doenças e incentivar a adoção de medidas preventivas à disseminação do mosquito. As secretarias municipais também estão desenvolvendo ações para tentar combater os focos de aedes aegypti.

No entanto, como observado até o momento, as medidas ainda não tiveram o efeito esperado.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias