Goiás chega a 9 mortes por dengue e é 1º com mais casos no país

Após dois anos seguidos de queda na proliferação da doença, casos disparam nos primeiros meses de 2022; números preocupam autoridades

atualizado 07/04/2022 16:40

Mosquito Aedes aegypti Joao Paulo Burini/Getty Images

Goiânia – O número de pessoas diagnosticadas com dengue aumentou bastante este ano em Goiás, posicionando o estado como a unidade da federação com mais casos prováveis (44,3 mil), segundo o último boletim do Ministério da Saúde.

Já são nove mortes confirmadas por causa da Dengue em 2022 e ainda há outros 38 óbitos suspeitos, de acordo com o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SESGO). A pasta está preocupada com a disparada nos números. A população vem sendo chamada a contribuir com a prevenção e combate ao Aedes aegypti.

O território goiano também está entre os três com mais mortes por dengue, junto com Bahia e São Paulo. Na ocasião do último boletim federal, havia seis óbitos em cada um desses estados. No Brasil são 29 mortes confirmadas.

Disparada de casos

Só nestes primeiros meses de 2022, foram 26,4 mil casos confirmados de dengue em Goiás, segundo a SESGO. Para se ter uma noção do aumento, no mesmo período de 2021 foram 10,9 mil casos. Nos últimos oito anos, o mesmo período de 2019 foi recordista de casos confirmados, com 27,4 mil.

As cidades goianas que registraram óbitos por dengue foram Goiânia (3), Inhumas (2), Alexânia (1), Itaberai (1) Itapaci (1) e Nova Veneza (1).

Goiânia é a cidade brasileira com mais casos prováveis de dengue e chikungunya, segundo o Ministério da Saúde.

Mais lidas
Últimas notícias