Anel preso no dedo: dois casos em um dia mobilizam bombeiros em MG

Segundo o Corpo de Bombeiros, 589 casos similares aconteceram entre janeiro e setembro de 2021. Saiba o que fazer

atualizado 15/08/2022 13:48

CBMMG/Divulgação

Uma jovem de 20 anos acionou o Corpo de Bombeiros em Salinas, no Norte de Minas Gerais, após a aliança da mãe “grudar” no dedo dela. Já em Conselheiro Lafaiete, uma criança enfrentou um problema similar. Os dois casos foram registrados nesse sábado (13/8), ainda que em momentos distintos do dia. Os militares usaram técnicas de praxe para retirar os objetos em segurança, sem afetar a mão das vítimas.

Pode parecer trivial, mas você deve conhecer alguém que já passou pelo sufoco de ficar com um anel preso no dedo. A ocorrência é bastante comum: segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, pelo menos 589 casos foram atendidos de janeiro a setembro de 2021.

Saiba mais no portal BHAZ, parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias