Amazonas confirma transmissão comunitária da varíola dos macacos

O boletim epidemiológico divulgado na quinta-feira (11/8) aponta nove casos registrados na região até o momento

atualizado 12/08/2022 11:17

imagem de tubos de ensaio sinalizando resultado positivo para varíola dos macacosVinícius Schmidt/Metrópoles

A Secretaria de Saúde do Amazonas confirmou que o estado tem transmissão local da varíola dos macacos. O boletim epidemiológico divulgado na quinta-feira (11/8) aponta nove casos registrados na região.

Somente na quinta foram confirmados quatro casos. Em três dos registros não há histórico de viagem nos últimos 21 dias, e o contágio ocorreu por origem desconhecida.

Segundo o estado, todos os infectados estão estáveis e em isolamento domiciliar, acompanhados pelo Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Manaus.

O boletim mais atual do Ministério da Saúde aponta que o Brasil tem 2.458 casos confirmados de varíola dos macacos. A maior parte é no estado de São Paulo, que tem 1.748 registros positivos.

Na última semana, o Ministério da Saúde estabeleceu nível máximo de alerta para lidar com a transmissão do vírus. De acordo com o Plano de Contingência Nacional para Monkeypox, publicado pelo órgão no fim de semana, há três níveis classificação da emergência de saúde. A pasta adotou o último grau para classificar a varíola dos macacos no país.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

Nesse nível de alerta, a doença é considerada uma “ameaça de relevância nacional com impacto sobre diferentes esferas de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS), exigindo uma ampla resposta governamental”. Na prática, a iniciativa do governo visa alertar a todos os órgãos que a monkeypox demanda atenção máxima.

Mais lidas
Últimas notícias