Alvo de operação da PF, Allan dos Santos chama Moraes de “verme imoral”

O blogueiro é objeto de um inquérito que corre no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a divulgação de fake news

atualizado 16/06/2020 16:43

Hugo Barreto/Metrópoles

O blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, alvo de busca e apreensão na manhã desta terça-feira (16/06), chamou de “verme imoral” e “lixo”, durante uma live, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, que determinou a operação da Polícia Federal (PF).

Durante a transmissão feita em seu canal do YouTube, o Terça Livre, Allan dos Santos disse : “Moralmente falando, sua conduta [do ministro Alexandre de Moraes] é a de um verme, um verme imoral, um verme lixo”.

“Alexandre de Moraes, aprenda uma coisa, eu sou homem, eu nunca teria a capacidade moral que você tem de fazer isso, de colocar brasileiro contra brasileiro usando força policial”, acrescentou o bolsonarista.

Veja:

Além de Allan dos Santos, o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) e o advogado Luís Felipe Belmonte, vice-presidente do partido Aliança pelo Brasil e suplente do senador Izalci Lucas (PSDB), são alvo de investigação. Ao todo, os agentes cumpriram 21 mandados em Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina e Maranhão.

0
Alvo de inquérito contra fake news

No dia 27 de maio, o blogueiro foi alvo de um mandato de busca e apreensão em sua casa, motivado pelo inquérito do STF contra as fake news. Allan dos Santos acusou o relator, Alexandre de Moraes, de “atacar” a Constituição.

Após a operação, Allan disse à imprensa que os R$ 6 mil em investigação servem para pagamento de quatro funcionários, uma empresa e a residência. Ele contou que a maior parte da renda do Terça Livre vem de doação dos leitores do site. “Estão tratando um jornalista como criminoso”, alegou.

Últimas notícias