Alessandro Vieira espera que Pacheco instale CPI da Rachadinha

O senador disse que vai retomar, após a conclusão da CPI da Covid-19, a coleta de assinaturas para outra investigação contra Bolsonaro

atualizado 22/10/2021 20:32

Reprodução/ Senado

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) disse esperar que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, instaure uma nova Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), desta vez, para investigar supostos crimes da família Bolsonaro em desvio de recursos públicos com uso de funcionários fantasmas.

O esquema ficou conhecido como “rachadinha” e, para Vieira, “a responsabilidade do Senado só aumenta diante da falta de uma apuração rápida, por outras instituições, dos casos que tiveram enorme repercussão pública”.

“A CPI é um instrumento da minoria e eu espero que o presidente adote as medidas que a legislação exige diante desse caso, que é de grande repercussão nacional e que não virá a ser apurado por outras instituições próprias”, disse o senador ao Metrópoles.

Vieira é membro da CPI da Covid e protocolou, ainda em julho, um pedido de instalação de uma comissão para apurar suspeitas que envolvem Andrea Siqueira Valle, ex-cunhada do presidente Jair Bolsonaro, além dos filhos do mandatário. A plano é retomar a coleta de assinaturas. Para se instalar o grupo, são necessárias, no mínimo, 27 assinaturas.

0

Vieira foi um dos signatários do mandado de segurança que provocou a decisão do ministro Luís Roberto Barroso em determinar a instalação da CPI da Covid em abril deste ano.

O pedido já havia reunido o número de assinaturas necessárias, mas estava esquecido na gaveta de Pacheco.

Mais lidas
Últimas notícias