“A força de Bruno Covas vem do seu exemplo e caráter”, diz João Doria

Bruno Covas foi vice-prefeito de João Doria e assumiu o comando de São Paulo após este disputar as eleições para o governo de São Paulo

atualizado 16/05/2021 14:14

Bruno covas eleicoes sao paulo sp prefeito 2020Rafaela Felicciano/Metrópoles

São Paulo – O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), lamentou a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), vítima de câncer, aos 41 anos, neste domingo (16/5).

Em nota divulgada à imprensa, Doria diz que a “força de Bruno Covas vem do seu exemplo e do seu caráter”.

Covas foi vice-prefeito de Doria, quando este assumiu a gestão do município, em janeiro de 2017. Ele ocupou a cadeira do Executivo municipal após Doria disputar a eleição para governador do estado.

Bruno Covas tentou a reeleição em novembro de 2020, quando venceu Guilherme Boulos (PSol), com 59,38% dos votos.

Luta contra câncer

O prefeito de São Paulo tratava um câncer na cárdia, região entre esôfago e estômago, desde outubro de 2019. Ele fez sessões de quimioterapia e radioterapia e chegou a morar na sede da prefeitura, no Edifício Matarazzo, após ter sido contaminado pela Covid-19, no ano passado.

Depois de vencer a eleição, Covas se afastou temporariamente da prefeitura para seguir o tratamento contra a doença. O câncer se alastrou pelo corpo do prefeito nas últimas semanas, quando nódulos nos fígados e ossos foram vistos pela equipe médica.

Em 2 de maio, Bruno Covas foi internado novamente no Sírio-Libanês, depois de passar mal, e pediu licença de 30 dias. No dia seguinte, foi intubado e transferido para um leito de unidade de terapia intensiva (UTI), mas foi extubado ainda na segunda-feira (3/5).

Ele chegou a receber alta da UTI e foi levado a um leito de terapia semi-intensiva. No entanto, o quadro clínico piorou na sexta-feira (14), data em que o corpo clínico considerou o quadro “irreversível“.

Confira a íntegra da nota abaixo:

“Obrigado, Bruno Covas, por ter compartilhado, com todos nós, tanto carinho e dedicação. À Renata e ao Pedro, seus pais, ao Gustavo, seu irmão, e especialmente ao Tomás, seu filho, meu afeto nesse momento doloroso em que a natureza subverte o curso da vida. São Paulo terá sempre muito orgulho desse filho querido.

A força de Bruno Covas vem do seu exemplo e do seu caráter. Foi leal à família, aos amigos, ao povo de São Paulo e aos filiados do seu partido, o PSDB. Sua garra nos inspira e seu trabalho nos motiva.

Tive o privilégio de acompanhá-lo desde o início da vida pública, ao lado do seu avô Mario Covas. Tive a honra de tê-lo como vice, na Prefeitura de São Paulo. E a alegria de ver seus ideais e realizações aprovados nas eleições de 2020.

Bruno Covas era sensível, sereno, correto, racional, pragmático e ponderado. Voz sensata, sorriso largo e bom coração. Bruno Covas era esperança. E a esperança não morre: ela segue, com fé, nas lições que ele nos ofereceu em sua vida.

Muito obrigado, Bruno. Você foi e continuará sendo para todos nós, um eterno exemplo.”

João Doria, governador do estado de São Paulo

0

Últimas notícias